ABGD lidera missão de professores universitários e InMetro à Alemanha e China

Share

A Associação Brasileira de Geração Distribuída (ABGD) lidera nesta semana, na China, uma missão, composta por professores universitários e técnicos do InMetro, que irá verificar e testar in loco a produção da BYD, fabricante de módulos e inversores. A associação está preparando um selo de qualidade para módulos no país, a semelhança do programa lançado no começo do ano para avaliar inversores. 

Na semana passada, a missão participou da feira Intersolar, em Munique, na Alemanha, na última semana. A exposição reuniu os principais produtores de equipamentos de energia solar fotovoltaica, baterias, armazenamento e mobilidade urbana.

Durante o evento, a missão da ABGD teve a oportunidade de visitar o centro de pesquisa da chinesa Huawei, localizado na cidade de Nuremberg, além de outras sedes de pesquisa e desenvolvimento do setor na Europa. A comitiva é composta por professores de universidades públicas renomadas, como Unicamp, Unifei, UFSM, UFPB, Unifor e IFCE.

 A participação nesses eventos e visitas técnicas permitirá uma troca de experiências enriquecedora, que contribuirá para o desenvolvimento e aprimoramento da indústria solar brasileira.

“A ABGD continua trabalhando incansavelmente para impulsionar a geração distribuída no Brasil, promovendo a adoção de tecnologias inovadoras e sustentáveis, além de fomentar parcerias estratégicas que contribuam para o crescimento e a consolidação desse importante setor da economia brasileira”, diz o presidente da ABGD, Guilherme Chrispim.

Este conteúdo é protegido por direitos autorais e não pode ser reutilizado. Se você deseja cooperar conosco e gostaria de reutilizar parte de nosso conteúdo, por favor entre em contato com: editors@pv-magazine.com.