Hanersun assina memorando com a Solfácil para fornecer 400 MW de módulos tipo N

Share

A Hanersun anunciou a assinatura de um Memorando de Entendimento (“MoU”) com a Solfácil, uma das maiores fintech solares brasileiras, para fornecer módulos Hitouch 5N para uma capacidade total de 400MW. Este será o primeiro envio em larga escala do módulo de alto desempenho Hitouch 5N 585W da Hanersun para o Brasil. De acordo com a fabricante, este acordo de módulos representa uma cooperação significativa entre as empresas e prepara o terreno para uma parceria ampliada no futuro.

De acordo com o MoU, os principais módulos Hitouch  5N do contrato adotam células TOPCon de 182 mm com design de célula MBB + half-cut e encapsulamento de alta densidade, com eficiência do módulo de 22,65% e efeito LID/LeTID próximo a zero. O desempenho estável e o tamanho altamente compatível tornam o produto ideal para projetos distribuídos.

O vice-presidente da Hanersun, Sunny Sun, comentou: “Agradecemos a confiança da Solfácil na Hanersun. Por meio de suporte profissional e serviço completo, aprofundaremos a cooperação em todo o Brasil. E o HITOUCH 5N fornecerá uma experiência solar mais eficiente e confiável para os clientes, ao mesmo tempo que promoverá a transição para baixo carbono”.

O CTO da Solfácil, Vitor Leal, expressou confiança na parceria, afirmando: “A tecnologia TOPCon 585W aumenta a eficiência do painel para os brasileiros. A posição de liderança da Solfácil no financiamento criará forças complementares e injetará mais vitalidade no mercado”. A Solfácil conta com mais de 4.250 instaladores solares ativos e mais de 66.000 clientes.

Este conteúdo é protegido por direitos autorais e não pode ser reutilizado. Se você deseja cooperar conosco e gostaria de reutilizar parte de nosso conteúdo, por favor entre em contato com: editors@pv-magazine.com.

Conteúdo popular

Chamada da Aneel recebe propostas para 19 plantas piloto de hidrogênio que somam 100 MW
19 julho 2024 O valor previsto de investimento, considerando as 24 propostas, incluindo além das plantas a produção de equipamentos, é de R$ 2,7 bilhões, o que repr...