Solfácil acumula 1 GW em serviços e equipamentos fornecidos para GD

Share

Solfácil, ecossistema de energia solar, atingiu a marca de 1 gigawatt (GW) em potência instalada para geração de energia solar distribuída com participação da empresa. A empresa já facilitou a instalação de mais de 100 mil sistemas de energia solar em residências, comércios, indústrias, propriedades rurais e prédios públicos, espalhados por todas as regiões do Brasil. De acordo com dados coletados pela empresa, os dez estados que mais instalaram energia solar no período foram: Pará (122,26 MW), São Paulo (99,92 MW), Bahia (73,05 MW), Pernambuco (68,61 MW), Mato Grosso (67,13 MW), Rio Grande do Norte (62,02 MW), Santa Catarina (59,89 MW), Ceará (59,65 MW), Goiás (59,54 MW) e Paraná (58,52 MW)

De acordo com o diretor financeiro e cofundador da Solfácil, Guillaume Tiret, atingir 1 GW representa um marco para a empresa e o setor de GD.  “Esse resultado reforça nosso compromisso com o setor de longo prazo e projetamos crescer ainda mais, investindo em eficiência, economia para os integradores e possibilitando que mais pessoas tenham acesso a uma energia limpa, econômica e sustentável”, afirma o executivo.

Em seis anos de operação, a Solfácil criou uma rede com mais de 20 mil integradores parceiros conectados à sua plataforma, presentes em todos os 27 estados do Brasil. Além disso, já evitou a emissão de mais de 88 mil toneladas de CO2 na atmosfera, contribuindo para mitigar as mudanças climáticas.

Boom de crescimento do ecossistema de energia solar

A expansão do modelo de negócios como um ecossistema de energia solar foi essencial para o crescimento da empresa. Inicialmente focada em financiamentos, a empresa agora oferece um ecossistema completo de soluções solares, incluindo a distribuição de equipamentos fotovoltaicos, sistema de monitoramento de projetos de energia solar, seguros e programas de benefícios para parceiros integradores. O objetivo é otimizar a eficiência e a economia das operações, fortalecendo ainda mais o mercado.

“Cada movimento que fazemos em nosso ecossistema visa facilitar a jornada do integrador no mercado de energia solar.  Estamos comprometidos em fornecer soluções que não apenas atendam às necessidades atuais, mas também impulsionem o crescimento sustentável e a inovação contínua no setor”, afirma Tiret.

A Solfácil foi a primeira financiadora de geração distribuída (GD) e se consolidou como uma das principais opções de financiamento no mercado, competindo diretamente com instituições bancárias. A empresa mira principalmente pequenos e médios integradores, que precisam oferecer condições de projetos solares acessíveis aos clientes.

O modelo de negócios da Solfácil tem atraído investimentos significativos. A empresa captou recentemente R$ 600 milhões para financiar projetos de energia solar, a maior captação de CRI já registrada no segmento de geração distribuída. No total, a Solfácil já captou mais de R$ 3 bilhões em investimentos, com aportes dos principais fundos como QED Investors, SoftBank Group, Valor Capital e IFC.

Recentemente, a startup expandiu sua presença como distribuidora com a inauguração de uma filial de distribuição em Jundiaí, São Paulo. Além disso, no ano anterior, investiu R$ 100 milhões na abertura de outro centro em Jaboatão dos Guararapes, Pernambuco. Para este ano, projeta dobrar suas operações, ampliando ainda mais sua atuação e impacto no segmento de energia solar.

Este conteúdo é protegido por direitos autorais e não pode ser reutilizado. Se você deseja cooperar conosco e gostaria de reutilizar parte de nosso conteúdo, por favor entre em contato com: editors@pv-magazine.com.

Conteúdo popular

Chamada da Aneel recebe propostas para 19 plantas piloto de hidrogênio que somam 100 MW
19 julho 2024 O valor previsto de investimento, considerando as 24 propostas, incluindo além das plantas a produção de equipamentos, é de R$ 2,7 bilhões, o que repr...