JA Solar amplia atendimento a geração centralizada em 2023

Share

A JA deve fornecer em torno de 1,4 GW de módulos fotovoltaicos no Brasil em 2023, dos quais 1,2 GW para geração distribuída e 200 MW de módulos para projetos de geração centralizada.  

A ampliação da participação no segmento de geração centralizada nas vendas era um dos objetivos da empresa para este ano, após a geração distribuída representar praticamente 100% das vendas de 2022. No segmento de GC, através da nova unidade gerenciada pelo executivo Gabriel Magdalon,  a JA atendeu pedidos da CTG e mais dois clientes que ainda não divulgaram os contratos.  Grande parte da entrega acontecera em 2024. Adicionalmente, em 2016, a companhia havia fornecido 250 MW para esse segmento de projetos de grande porte para o cliente ENEL. 

“Éramos sete pessoas em 2022 e agora somos 12 para atender os segmentos de GD e utilities, incluindo as áreas de Operações, Engenharia e Marketing”, comenta o country Manager da companhia no Brasil, Fernando Castro.  

Além disso, no segmento da geração distribuída, a empresa atende parceiros com grandes portfólios de projetos de minigeração de maior porte, geralmente voltados para o modelo de geração compartilhada, como (re)energisa, Faro Energy, RZK e outros. 

Esses segmentos, acredita o executivo, devem puxar as novas instalações no mercado em 2024.  

“GD compartilhada e remota devem crescer muito no ano de 2024. Já a GD em telhado, pelas limitações de crédito que ainda existem para esse segmento, que depende muito de financiamento, ainda não vemos uma recuperação para os mesmos níveis observados em 2022”, comenta Fernando Castro. 

“Estamos reforçando os times para atender os chamados projetos GD, para aumentar a cobertura nessa área. Sempre temos muito cuidado com a nossa política de canais de venda. Se o nosso cliente de distribuição vai crescer para fornecer equipamentos para esses projetos, procuramos entender até qual porte e a partir da onde podemos atender diretamente o investidor”, ele acrescenta. Atualmente, a JA Solar tem parcerias com as distribuidoras Aldo, Amara, Ecori, Fortlev, PHB, Ribeiro Solar (recém adquirida pela BayWa r.e) WEG e WIN. Só coloquei em ordem alfabética para evitar qualquer comentário de privilégio, rs.

“Há muito espaço para crescer em renováveis nos próximos 10, 15 anos, só ainda não sabemos o ritmo. Além disso, vemos em um ou dois anos o começo da disseminação das baterias que provocará uma nova revolução no mercado”, comenta Castro. 

Globalmente, a JA acumula mais de 150 GW de módulos fotovoltaicos entregues e tem uma participação de cerca de 16% no mercado mundial – o objetivo da empresa é alcançar esse patamar também no mercado brasileiro.  

Um importante diferencial da JA Solar é a verticalização que produz desde o polissilício até os módulos.

“A partir do ano que vem nossa produção se voltará em maior quantidade para os módulos Tipo N”, disse o country manager da empresa no Brasil. Em 2023, cerca de 80% dos módulos fornecidos pela empresa no Brasil foram do tipo P, mas para 2024 a expectativa é que os números se invertam e a maior parte seja módulos com células do Tipo N.

A capacidade produtiva da JA Solar está concentrada na China, onde a empresa opera 12 fábricas. Além disso, a fabricante tem unidades no Arizona, Malásia e no Vietnam. De acordo com Castro a empresa está aberta e sempre analisa o cenário para investir em novas fábricas fora da China, inclusive no Brasil, mas não há planos nesse sentido no curto prazo.  

Castro admite que existe no momento uma preocupação com possível excesso de oferta – “oversupply” – de módulos, o que inclusive levou a uma queda acentuada nos preços dos equipamentos ao longo de 2023, mas observa também que essa capacidade pode ser rapidamente absorvida com a aceleração da transição energética global. 

Em 2023, além dos vídeos de treinamento em português no Youtube com mais de 150 mil visualizações, a  JA Solar completou 18 anos de existência e lançou a campanha Eu sou a JA Solar, que conta a história da empresa.

Este conteúdo é protegido por direitos autorais e não pode ser reutilizado. Se você deseja cooperar conosco e gostaria de reutilizar parte de nosso conteúdo, por favor entre em contato com: editors@pv-magazine.com.