Solar já é a segunda maior fonte em potência instalada na matriz elétrica brasileira

Share

A fonte solar ultrapassou no último mês a fonte eólica em capacidade instalada no Brasil e tornou-se a segunda maior em potência acumulada na matriz elétrica brasileira, com 34.853 MW instalados, ou 15,8% de toda a capacidade de geração do país. As hidrelétricas, que chegaram a representar mais de 80% da matriz elétrica brasileira, agora correspondem a 49%. Os dados foram reunidos pela Absolar, atualizados até 14/11.

Da capacidade instalada de geração solar total, são 10,1 GW na geração centralizada, de usinas de grande porte que fornecem para distribuidoras de energia e para grandes consumidores no mercado livre, e 24,7  GW na geração distribuída, em sistemas de até 5 MW. De fato, 20 GW estão distribuídos em 2,1 milhões de usinas GD com até 75 kW, a chamada microgeração.

Fonte: Absolar

Imagem: Absolar

Solar domina a expansão da matriz

A fonte solar acrescentou 9,8 GW em 2023, sendo 3,3 GW na geração centralizada e 6,5 GW na GD. Isso representa 68% da expansão da capacidade de geração no Brasil, que cresceu 14,4 GW neste ano, sendo 7,9 GW na geração centralizada e 6,5 GW na geração distribuída, de acordo com dados da Aneel.

Este conteúdo é protegido por direitos autorais e não pode ser reutilizado. Se você deseja cooperar conosco e gostaria de reutilizar parte de nosso conteúdo, por favor entre em contato com: editors@pv-magazine.com.