Plantação de cercas naturais para aceitação comunitária de projetos agrovoltaicos

Share

Da pv magazine Global

A EHPY, cujos 15 membros operacionais estão realizando um conjunto de 14 projetos agrovoltaicos na França, começou a plantar o primeiro quilómetro de sebes à volta dos seus terrenos, a fim de esconder futuras centrais fotovoltaicas.

O Green Lighthouse Développement (GLHD) pretende integrar centrais agrovoltaicas de 156,6 MW na paisagem através da plantação de 5,8 km de sebes. Os moradores selecionaram coletivamente os locais em consulta prévia.

Os agricultores plantarão sebes utilizando 14 espécies locais recomendadas na Borgonha-Franche-Comté. Eles serão dispostos em fileiras duplas com árvores altas, árvores de médio porte e arbustos, mantendo o tamanho de 3 metros de largura e 5 metros de altura. Um mapa interativo mostra a localização das sebes com 40 fotomontagens das vistas antes e depois da instalação.

Alguns desenvolvimentos serão realizados “antes da fase”, com algumas sebes crescendo dentro de três anos e cumprindo plenamente o seu papel como cobertura natural dentro de cinco anos. O restante dos plantios ocorrerá dois anos antes da entrada em serviço das instalações agrovoltaicas – medida conhecida como “pré-greening”. A pegada de carbono integrada no estudo de impacto das centrais agrovoltaicas estima que os 5,8 km de sebes plantadas permitirão o sequestro de mais de 12 toneladas de CO2 por ano.

Além disso, as autoridades locais indicam que os elementos paisagísticos podem promover a biodiversidade de aves, répteis e insetos, e são propícios à nidificação de certas espécies.

Este conteúdo é protegido por direitos autorais e não pode ser reutilizado. Se você deseja cooperar conosco e gostaria de reutilizar parte de nosso conteúdo, por favor entre em contato com: editors@pv-magazine.com.