Preços de módulos solares na China caem para mínima recorde

Share

Da pv magazine Global

Os preços dos módulos solares na China caíram para os valores mais baixos da história, à medida que compradores e vendedores reiteram que o mercado de módulos continua a registrar uma concorrência intensa na oferta e um enfraquecimento da procura, de acordo com dados do OPIS.

O Chinese Module Marker (CMM), a avaliação de benchmark OPIS para módulos Mono PERC e módulos TOPCon da China identificou que os preços despencaram pela primeira vez em cinco semanas para US$ 0,151/W e US$ 0,157/W, respectivamente, esta semana.

A queda de mais de 7% nos preços do CMM e do TOPCon ocorre no momento em que muitos vendedores lutam por participação de mercado. Há mais empresas novas e menores que querem vender seus produtos e só podem competir com os principais fabricantes de módulos de tier-1 em preço, explicou um veterano do mercado solar.

Um desses grandes fabricantes poderia oferecer preços tão baixos quanto US$ 0,150/W para módulos Mono PERC se o dinheiro fosse pago antecipadamente, disse uma fonte, enquanto preços do TOPCon tão baixos quanto US$ 0,153/W – para descrença de alguns – foram relatados durante a pesquisa de mercado semanal OPIS. Mesmo com estes níveis de preços baixos, os desenvolvedores não estão comprando, pois esperam que os preços caiam ainda mais e só então entrarão no mercado, acrescentou a fonte.

“Entramos agora num período interessante” moldado, entre outros fatores, pelos “elevados níveis de estoques no exterior”, segundo um observador experiente do mercado. Os fornecedores de módulos na Europa enfrentam uma pesada carga de inventário, tanto que este é um “mercado do Mar Vermelho”, disse uma fonte de um fabricante líder de módulos.

A fraqueza também é evidente em outros mercados de exportação. No Sudeste Asiático, um vendedor de módulos na Semana de Energia Sustentável da ASEAN (ASEW) em Bangkok disse à OPIS que viu vendas muito limitadas no primeiro dia do evento, que normalmente é quando as transações atingem o pico. Mesmo com a queda dos preços dos módulos, os EPCs ainda enfrentam um “oceano vermelho”, já que os custos dos módulos ainda constituem 50% do custo total de um projeto solar, disse um EPC tailandês também à OPIS na ASEW.

Na América Latina, o preço mais baixo cotado para módulos Mono PERC na Intersolar South America do Brasil foi de US$ 0,130/W, disse uma fonte.

Olhando para o futuro, o mercado fala de aumento de preços no curto prazo devido ao aumento dos custos dos diferentes componentes dos módulos. Os preços do carbonato de sódio, usado para fazer vidro fotovoltaico, subiram significativamente, observou uma fonte, enquanto outra disse o mesmo do etileno vinil acetato (EVA), usado como encapsulante para módulos.

De um modo mais geral, porém, as preocupações com o excesso de capacidade continuam a pairar no horizonte e poderão, eventualmente, fazer com que os preços voltem a descer. “Lembre-se, CNY 1 (US$0,14)/W antes do final do ano”, alertou um veterano do mercado.

OPIS, uma empresa Dow Jones, fornece preços de energia, notícias, dados e análises sobre gasolina, diesel, combustível de aviação, GLP/LGN, carvão, metais e produtos químicos, bem como combustíveis renováveis e commodities ambientais. Ela adquiriu ativos de dados de preços da Singapore Solar Exchange em 2022 e agora publica o OPIS APAC Solar Weekly Report.

Este conteúdo é protegido por direitos autorais e não pode ser reutilizado. Se você deseja cooperar conosco e gostaria de reutilizar parte de nosso conteúdo, por favor entre em contato com: editors@pv-magazine.com.

Conteúdo popular

Geração solar centralizada aumentou 47,1% em junho
17 julho 2024 As usinas solares tiveram o crescimento proporcional mais expressivo na geração para este mês, na comparação com junho de 2023, com 2.922 MW médios en...