Tarifas na área de concessão da EDP SP podem aumentar 6,18% para residências

Share

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou na terça-feira, 18/7, a abertura da consulta pública 23/2023 que discute a proposta de Revisão Tarifária Periódica da EDP São Paulo Distribuição de Energia S.A. As discussões terão início em 19/07 e encerramento em 01/09. Está prevista ainda audiência pública (nº 14/2023) em 10/8 em São José dos Campos (SP).

Pela proposta, consumidores perceberão um aumento médio de 5,66% na tarifa, sendo que para residenciais o aumento sugerido é de 6,18%. Para alta tensão, o aumento é de 4,73%.

Os aumentos podem tornar mais competitivo o investimento em geração distribuída solar na área de concessão da EDP SP, onde estão em operação atualmente 172 MW de potência instalada, em mais de 16 mil sistemas, segundo dados da Aneel. A distribuidora fornece energia para cerca de 2 milhões de unidades consumidoras em 28 municípios do estado de São Paulo.

Os custos com transmissão de energia e componentes financeiros estabelecidos no último processo tarifário impactaram o índice médio proposto na revisão tarifária.

O debate público definirá também os indicadores de continuidade de duração equivalente de interrupção por unidade consumidora (DEC) e de frequência equivalente de interrupção por unidade consumidora (FEC), para o período de 2024 a 2027.

Este conteúdo é protegido por direitos autorais e não pode ser reutilizado. Se você deseja cooperar conosco e gostaria de reutilizar parte de nosso conteúdo, por favor entre em contato com: editors@pv-magazine.com.