CATL lança uma bateria de material condensado de 500 Wh/kg

Share

Da pv magazine Global 

A gigante chinesa de baterias CATL revelou na quarta-feira (19/04) uma nova tecnologia de bateria de “ultra-alta” energia, inicialmente destinada à aviação, com uma célula automotiva em desenvolvimento.

A chamada bateria de “matéria condensada”, um tipo de produto em estado semi-sólido com eletrólito condensado e novos materiais anódicos e separadores, terá uma densidade de energia de até 500 Wh/kg.

Na cerimônia de inauguração no Shanghai Auto Show, Wu Kai, cientista-chefe da CATL, afirmou que a empresa estava trabalhando com parceiros não especificados para garantir que a bateria fosse qualificada para uso na aviação em termos de segurança e qualidade. Wu acrescentou que a CATL também poderá iniciar a produção em série da bateria de matéria condensada para uso em veículos elétricos ainda este ano.

A nova bateria usa eletrólitos de estado condensado biomiméticos de alta condutividade para melhorar o desempenho condutivo das células e, por sua vez, a eficiência do transporte de íons de lítio, ao mesmo tempo em que aumenta a estabilidade da microestrutura.

Diz-se que a bateria de matéria condensada integra “uma série de tecnologias inovadoras, como materiais catódicos de densidade de energia ultra-alta, materiais inovadores de ânodo, separadores e processos de fabricação, oferecendo excelente desempenho de carga e descarga, bem como bons recursos de segurança”, diz CATL.

No entanto, nenhuma informação foi divulgada sobre o custo das novas células ou os materiais necessários para fabricá-las. Outras especificações também estão faltando, como eficiência de carregamento, velocidade de upload/descarga, intervalos seguros e ciclos de vida.

A fabricante chinesa de baterias, que produziu 37% das baterias de veículos elétricos do mundo e 43,4% das baterias de armazenamento de energia em 2022, de um total geral de 289 GWh, fez anúncios de produtos inovadores.

Em 2021, a CATL lançou sua primeira geração de baterias de íon sódio com uma densidade de energia de 160 Wh/kg e prometeu um aumento para 200 Wh/kg para a próxima geração. No início desta semana, a empresa confirmou que a chinesa Chery será a primeira montadora a usar sua tecnologia de bateria de íons de sódio.

Em 2022, a CATL apresentou a bateria Qilin, a terceira geração de sua tecnologia cell-to-pack, com o mais alto nível de integração até o momento. Com uma eficiência recorde de utilização de volume de 72% e densidade de energia de até 255 Wh/kg, o Qilin é capaz de atingir um alcance de mais de 1.000 km e é equivalente a cinco minutos de inicialização a quente e dez minutos de carga para ir de 10 a 80% estado de carga nos últimos anos.

A produção em série Qilin começou em março deste ano. Essas baterias já foram usadas em vários veículos elétricos da ZEEKR, AITO, Li Auto e Geely.

Na terça-feira, a CATL também anunciou suas metas para alcançar a neutralidade de carbono em todas as suas fábricas de baterias até 2025 e em toda a sua cadeia de valor de baterias até 2035.

Para conseguir isso, a empresa se concentrará na redução das emissões de CO2 em cinco áreas principais: mineração, matérias-primas, materiais para baterias, fabricação de baterias e sistemas de baterias. “Para a CATL, atingir a neutralidade de carbono é nossa responsabilidade, demonstra nossa capacidade e abre mais oportunidades”, disse Jiang Li, secretário do Conselho de Administração da CATL.

Este conteúdo é protegido por direitos autorais e não pode ser reutilizado. Se você deseja cooperar conosco e gostaria de reutilizar parte de nosso conteúdo, por favor entre em contato com: editors@pv-magazine.com.

Conteúdo popular

Chamada da Aneel recebe propostas para 19 plantas piloto de hidrogênio que somam 100 MW
19 julho 2024 O valor previsto de investimento, considerando as 24 propostas, incluindo além das plantas a produção de equipamentos, é de R$ 2,7 bilhões, o que repr...