Solar adiciona mais 733 MW de geração centralizada em abril

Share

Com o maior salto registrado desde dezembro de 2023, o mês de abril apresentou uma expansão de 1.505,05 MW na matriz elétrica brasileira, segundo dados contabilizados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) nesta quinta-feira (2/5). O acumulado de 2024 é de 4.133,39 MW, com 127 novas usinas, dos quais 2.069 MW são da fonte solar, seguida pela eólica com mais 1.774 MW.

Grande parte do avanço verificado em abril se deve à entrada em operação comercial de 20 centrais solares fotovoltaicas, com 733,74 MW, e de 20 usinas eólicas, com mais 559,90 MW. Além delas, passaram a operar seis termelétricas a biomassa (208,51 MW) e uma central geradora hidrelétrica (3 MW).

A projeção é que até o final do ano a fonte solar adicione mais 1.657 MW, com a expansão anual em 2024 chegando a 3,726 MW, de acordo com a Aneel.

As usinas que passaram a operar em 2024 estão instaladas em 14 estados nas cinco regiões do país. Os destaques, em ordem decrescente, foram o Rio Grande do Norte (1.381,23 MW), a Bahia (673,50 MW) e Minas Gerais (649,54 MW). Durante o mês de abril, o Piauí foi o estado com maior expansão, com 14 novas usinas em operação e uma ampliação de 400 MW.

Capacidade total é de 202,1 GW

Em 02/05, o Brasil somou 202.091,5 MW de potência fiscalizada, de acordo com dados do Sistema de Informações de Geração (SIGA) da Aneel, atualizado diariamente com dados de usinas em operação e de empreendimentos outorgados em fase de construção. Desse total em operação, ainda de acordo com o SIGA, 84,48% das usinas são consideradas renováveis. De acordo com o sistema, são 13,6 GW de solar em operação na geração centralizada.

Uma abordagem mais detalhada do crescimento da oferta de energia elétrica pode ser encontrada no painel RALIE, que reúne informações sobre a expansão da matriz elétrica. Com formato intuitivo, a ferramenta amplia o acesso aos dados de fiscalização de novas usinas em implantação e facilita o acompanhamento da expansão da oferta de geração de acordo com o ano, região, tipo de fonte de energia, entre outros filtros. Os objetivos são aprimorar a interatividade e fornecer mais informações sobre obras de geração.

As informações do painel são atualizadas mensalmente baseadas nas inspeções in loco nas obras das centrais geradoras e nos dados disponibilizados no Relatório de Acompanhamento de Empreendimentos de Geração de Energia Elétrica (Rapeel), que conta com a contribuição das empresas fiscalizadas para uma análise minuciosa da equipe de monitoramento. Veja neste link os relatórios e indicadores da ANEEL relacionados à geração de energia elétrica.

Este conteúdo é protegido por direitos autorais e não pode ser reutilizado. Se você deseja cooperar conosco e gostaria de reutilizar parte de nosso conteúdo, por favor entre em contato com: editors@pv-magazine.com.