Rio Grande do Sul desenvolve projeto de unidades prisionais com energia fotovoltaica

Share

O governo do estado do Rio Grande do Sul, por meio da Secretaria de Sistemas Penal e Socioeducativo (SSPS), desenvolveu um Projeto Padrão de Penitenciária movida à energia fotovoltaica com o objetivo de adotar formas mais sustentáveis e econômicas nas obras do sistema penitenciário.

Em um modelo de Parceria Público-Privada (PPP) o Departamento de Engenharia e Arquitetura Penal e Socioeducativa (Deaps) e a Secretaria de Parcerias e Concessões (Separ) fecharam acordo, no início de julho, para a construção da primeira unidade prisional de usina fotovoltaica no presídio no município de São Borja. O projeto já foi apresentado à Caixa Econômica Federal.

“Esse é um passo importante na busca por uma gestão mais sustentável do Estado. Nosso olhar tem sido cuidadoso sobre o assunto, pois temos à disposição possibilidades mais baratas para gerir os bens públicos”, afirma o titular da SSPS, Luiz Henrique Viana.

De acordo com a equipe técnica da SSPS, o modelo de geração distribuída, on grid, apresenta não apenas vantagens econômicas e de rápido payback mas também permite a injeção do excedente de energia elétrica na rede da concessionária distribuidora.

“É uma enorme vantagem fazer uso de uma energia que não polua, que é renovável, limpa e silenciosa, podendo também ser usada em áreas isoladas da rede elétrica.//Além disso, é de fácil instalação e apresenta necessidade mínima e custo barato para manutenção, com retorno do investimento em pouco tempo.” esclarece o diretor-adjunto do Deaps, Daniel Weindorfer.

Com 2.300 (MW) de potência instalada de geração solar distribuída no estado. Os chamados ‘créditos de energia’  representam uma boa perspectiva na economia na fatura de energia. Isso porque, abatem os picos de consumo, quando a geração não supre o consumo, ou quando não há geração (período noturno).

 

Este conteúdo é protegido por direitos autorais e não pode ser reutilizado. Se você deseja cooperar conosco e gostaria de reutilizar parte de nosso conteúdo, por favor entre em contato com: editors@pv-magazine.com.