Transição energética na pauta do Ministério de Minas e Energia

Share

Com o Plano Nacional de Transição Energética previsto para ser debatido pelo CNPE ainda em julho, o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira  esteve ontem (17/07) com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, para conversarem sobre o tema.

“Ministro Haddad tem sido muito sensível a essa questão da sustentabilidade, tem nos ajudado a liderar um processo de transição ecológica e transição energética no país, junto com a ministra Marina, fundamentais nesse momento em que o mundo debate com tanto vigor essa questão da segurança energética”, disse Silveira. “Claro, com a transversalidade de descarbonizar o planeta. O Brasil, sem dúvida nenhuma será o grande protagonista da transição energética do planeta”, completou.

Durante a última semana o ministro recebeu também representantes internacionais, dos setores governamental e empresarial, para conversas e acordos sobre a pauta. Estiveram com ele o vice-ministro Parlamentar da Economia, Comércio e Indústria do Japão, Satomi Ryuji, e representantes da empresa chinesa State Grid, uma das maiores no mercado global de energia.

Os encontros diplomáticos com as duas potências acontecem em um cenário político favorável para o reestabelecimento das relações internacionais e acordos e parcerias comerciais com o objetivo da sustentabilidade. O Japão, além de ser a terceira maior economia do mundo é também o 12º maior investidor direto no Brasil e o 4º dentre os países asiáticos.

A reunião do MME com o Comitê Conjunto Brasil-Japão sobre Promoção do Comércio, Investimentos e Cooperação Industrial abordou a ampliação da cooperação entre as áreas técnicas dos dois países para o desenvolvimento de projetos bem como a produção e armazenamento do hidrogênio verde para a transição energética.

“Nós temos grandes empresas japonesas que são investidoras no Brasil em diversas áreas. Vamos fortalecer cada vez mais estes laços, buscando vantagens para os dois países”, afirmou o ministro.

Da mesma forma, o encontro com a chinesa State Grid, uma das maiores empresas do mundo com investimentos em energia, teve como tema a possibilidade de investimentos no Brasil para a transição energética.

A State Grid Corporation of China possui no Brasil a State Grid Brazil Holding e, desde 2010, já investiu mais de R$ 28 bilhões no país em energia mais limpa, segura, econômica e sustentável.

Este conteúdo é protegido por direitos autorais e não pode ser reutilizado. Se você deseja cooperar conosco e gostaria de reutilizar parte de nosso conteúdo, por favor entre em contato com: editors@pv-magazine.com.