Brasil deve acumular 68 GW de energia solar em 2027, segundo a Solar Power Europe

Share

O Brasil deve chegar a 68 GW de capacidade instalada de geração solar fotovoltaica em 2027, de acordo com um novo relatório da Solar Power Europe. O país deve adicionar 44 GW entre 2023 e 2027, com uma taxa de crescimento anual de 23% no período, segundo o Global Market Outlook for Solar Power.

O relatório destaca que o país apresentou o crescimento mais expressivo em instalações em telhado em 2022, com 5,3 GW adicionados neste segmento em 2022, de um total de 10,8 GW. Como resultado, o Brasil foi o quarto maior mercado de energia solar fotovoltaica em termos de capacidade adicionada e o oitavo maior em termos de capacidade acumulada.

Em 2023, a expectativa é de uma leve retração do mercado, para 10,6 GW.

A projeção da Solar Power Europe para a capacidade acumulada no país até 2027 é mais otimista que as previsões mencionadas pela Absolar com base nos estudo da Empresa Pesquisa Energética (EPE), de acordo com os quais a energia solar fotovoltaica pode atingir entre 49.268 MW (Cenário Conservador) e 60.910 MW (Cenário Otimista) de capacidade instalada acumulada até 2027.

159 GW em telhados

No ano passado, a capacidade solar instalada em telhados no mundo disparou, crescendo 49%, de 79 GW em 2021 para 118 GW. Isso significa que o equivalente a mais 36 milhões de residências foram alimentadas por energia solar até o final de 2022. O boom dos telhados continuará em 2023, com outros 159 GW a serem instalados.

Em 2022, o mundo instalou 239 GW de nova capacidade de geração solar, um aumento de 45% em relação a 2021.

Com mais de 1,2 TW de energia solar instalada em todo o mundo, a energia solar gerará 1.612 TWh de eletricidade globalmente ao longo de 2023.

Ao todo, entre 341 e 402 GW de energia solar serão instalados em todo o mundo em 2023. De uma frota solar total de TW hoje, o mundo poderá instalar 1 TW de energia solar anualmente até o final da década – atingindo até 800 GW por ano já em 2027.

Mercados com mais de 1 GW por ano

Em 2022, o número dos principais países que instalaram pelo menos 1 GW de energia solar cresceu de 17 para 26. Até 2025, o Global Market Outlook for Solar Power prevê que mais de 50 países instalarão mais de 1 GW de energia solar por ano.

Rede de transmissão é gargalo global

Apesar das perspectivas positivas, os desafios permanecem. A capacidade limitada da rede e a falta de flexibilidade ou armazenamento nos sistemas nacionais de eletricidade representam um risco crítico para a transição solar global. Dos 26 países com mercados fotovoltaicos mais significativos, 20 relatam gargalos na rede como uma barreira importante para o desenvolvimento solar.

“As redes e a flexibilidade são o gigante adormecido da transição energética – e o gigante está acordando. Estamos instalando grandes quantidades de energia solar e precisamos poder usá-la quando precisarmos. Os governos de todo o mundo devem fazer da atualização de sua infraestrutura de eletricidade e armazenamento uma prioridade política”, disse o diretor de inteligência de mercado da SolarPower Europe, Michael Schmela.

Lançado na Intersolar Europe em Munique, o Global Market Outlook for Solar Power é produzido em parceria com o Global Solar Council.

Este conteúdo é protegido por direitos autorais e não pode ser reutilizado. Se você deseja cooperar conosco e gostaria de reutilizar parte de nosso conteúdo, por favor entre em contato com: editors@pv-magazine.com.