Solis lança inversores híbridos para aplicações em telhados

Share

Da pv magazine Global

A Solis desenvolveu novos inversores híbridos para aplicações fotovoltaicas residenciais e comerciais e industriais (C&I). O fornecedor chinês de inversores diz que a série S6 apresenta conexões adicionais de gerador e funções de controle, tornando-os particularmente adequados para mercados que sofrem frequentes quedas de energia, como a África do Sul.

“A Solis lançou um novo S6 Advanced Power Hybrid Inverter que combina gerador solar e conectividade de bateria para liberar residências e empresas carentes de energia na África do Sul da imprevisibilidade das interrupções elétricas diárias”, disse James Frank, gerente nacional da Solis para a África do Sul. “Em particular, o controle de redução de pico nos modos de uso próprio e gerador permite que os usuários priorizem a energia de backup para suas cargas de missão crítica de maneira mais flexível e econômica.”

Os inversores estão disponíveis em cinco versões, com potências de 3 kW, 3,6 kW, 5 kW, 6 kW e 8 kW. As primeiras quatro versões medem 440 mm x 598 mm x 205 mm e pesam 24 kg. O inversor de 8 kW mede 437 mm x 675 mm x 215 mm e pesa 27 kg.

Os novos produtos têm um índice de eficiência de 97,5% e um índice de eficiência europeu de 96,2%. Possuem dois pontos de rastreamento de ponto de potência máxima (MPPT), com faixa de tensão MPPT entre 90 V a 500 V para as versões de 3 kW e 3,6 kW, e até 520 V para as versões mais potentes.

A tensão de entrada máxima é de 600 V e a potência fotovoltaica máxima recomendada varia de 4,8 kW a 12,8 kW. Solis diz que os inversores suportam conexões monofásicas e trifásicas de até 36 kW em paralelo para os dispositivos menores e de até 48 kW para o inversor de 8 kW. A série S6 é compatível com baterias de íon de lítio ou chumbo-ácido com faixas de voltagem de bateria de 40 V a 60 V.

O dispositivo de 8 kW tem uma corrente máxima de carga e descarga de 190 A, para permitir a incorporação de geradores com múltiplos métodos de entrada e controle automático de ligar/desligar.

“Essa flexibilidade evita a especificação excessiva de inversores, matrizes fotovoltaicas, geradores e baterias de maior capacidade do que o necessário, com economia considerável de capex e opex em relação à concorrência”, disse Frank. “Graças a uma função de comutação automática de UPS e uma capacidade de sobrecarga de 200% em 10 segundos, os usuários podem ter certeza de um fornecimento contínuo durante interrupções da rede, mesmo para os equipamentos eletrônicos mais sensíveis.”

Os inversores têm uma faixa de temperatura operacional de -40° C a 60° C e são classificados como IP66.

Este conteúdo é protegido por direitos autorais e não pode ser reutilizado. Se você deseja cooperar conosco e gostaria de reutilizar parte de nosso conteúdo, por favor entre em contato com: editors@pv-magazine.com.

Conteúdo popular

Chamada da Aneel recebe propostas para 19 plantas piloto de hidrogênio que somam 100 MW
19 julho 2024 O valor previsto de investimento, considerando as 24 propostas, incluindo além das plantas a produção de equipamentos, é de R$ 2,7 bilhões, o que repr...